A Constituição de 1988, chamada constituição cidadã, fecha um ciclo histórico e inicia outro.Ela encerra do ponto de vista juridico o perīodo da ditadura mlitar.E inicia uma era nova em que o povo Brasileiro vai ampliar seus horizontes e enfrentar novos desafios.
Esta era se insere em um ciclo novo da história mundial que vai ser marcado pelo fim da União soviética e pela ascenção da China -ambas de forma diversa -marcadas pelo fim dos efeitos de suas revoluções socialistas.Não se trata do fim da história mas de uma etapa em que mudanças novas surgem e uma urgência quanto a certas transformações se apresenta no horizonte do presente antes só vistas como possíveis através de revoluções.
No Brasil a emergência de um movimento de massa no qual participam camponeses e sem terra, a formação de uma central sindical animada pelo movimento dos trabalhadores que quebrou as amarras da organização sindical que vinha da era Vargas com um forte polo na industria moderna-principalmente automotiva-que se iniciou no período Kubitschek- somada também pelo movimento de estudantes e professores universitários e apoiada também por comunidades eclesiais de base conectada a muitos bispos da Igreja católica animados pela moderna teologia da libertação, pelo apoio de intelectuais que propunham a ultrapassagem do modelo bolchevique de vanguarda corporificado pelos pcs-produziu um partido novo.E principalmente encontrou sua materialização simbólica e real e não apenas imaginária na figura na pessoa e na ação de alguém que saido emigrante do nordeste com a mãe tornou-se operario e organizador de lutas durante a ditadura militar -e que iria marcar uma conexão entre dois mundos do trabalho : o universo rural brasileiro do nordeste e o mundo industrial- era L.I.d S. Hoje L.I L d S.!!!Um acontecimento na história do povo brasileiro .Uma acontecimento cuja história ainda não terminou.