Arquivo para novembro de 2014

Debate sobre Monsieur Verdoux e o caso Landru no Núcleo de psicanálise e direito no ICP-Rj.

Romildo do Rego Barros e Leniita Bentes  depois de assistirmos ontem, 28 de novembro ao filme de Charles Chaplin , Monsieur Verdoux., discutiram a leitura de Biagi- Chai sobre o crime .

Discutiu- seo texto função da psicanálise em criminologia de Lacan. Um intensional debate se deu a respeito da du alidade dos crimes de Gozo e utilidade.

A posição de Chaplin é a de denunciar os grandes crimes do mestre contemporãneo como guerra a, bombardeio de populaçòes civics pela boca de Landru.  Chai  insisti na fato que Landru não se responsabilizou pslos crimes que cometeu. Ele identificou- se com os significant eps mestres da época, com a licença para matar dada pela guerra.

Landru cometeu  seus crime em série na Belle Époque maya do once mulheres de quem roubava moóveis, depósitos bancários, joins, Rojas e a própria vida.

Crime de Gozo, crime do real.?

francesca  demontra a psicose de Landru contra a tese de Marie Laure Susini.

No cinema com Lacan de Stella Jimenez

O livro de Stella Jimenez interroga o cinema contemporânea a partir da topologia e dos conceitos de Lacan. De a  pele que habits a Gataca uma série de livros é explicada a partir dos conceitos do ültimo Lacan.

Este livro pode ser vista também como uma incursão na teoria do Gozo. A posição feminina  , continente misterioso para Freud é esclarecida com os conceitos de Jacques Lacan.

O livro foi lançado com successo no Encontro da Escola Brasileira realizado em Belo Horizonte em novembro de 2014.

Vai ser lançado no Rio no Barzin em Ipanema em dezembro. O livro. Foi editado pela Ponteio.
Houve no dia 14 de março de 2015 um evento na seção da Escola Brasileira de psicanálise consagrado a esta obra singular. Stella que fez o livo e é de fato sua principal autora c
elaborou uma rica e complexa parte teórica consagrada a topologia e a questáo do gozo feminino, estudando tamb[em um certo n[umero de filmes. Colaboraram para este trabalho um certo n[umero de participantes do n[ucelo de topologia do ICP-RIO: ANGÉLICA BASTOS escreveu sobre o Drácula de FRANCIS FORD COPPOLA, ANGELA BERNARDES SOBRE VINCERA DE MARCO BELLOCHHIO,ANA CRISTINA FIGUEIREDO sobre Nome de fam[ilia de Mira Nair al[em de Habemus papam de Nanni Moretti, ANA MARTHA MAIA sobre Medianeiras, ASTReA GAMA E SILVA,CRISTINA FREDERICO, DORIS RANGEL DIOGO,FERNANDO COUTINHO, MARIA INÊS LAMY,MARIA IZABEL LINS,MARIA LIDIA ALENCAR sobre A volta do capitão Tornado E MARIA SILVIA HANNA.
Na pele que habito interroga-se a identidade sexual. É o carater dificil da apreensão da identidade sexual, seu carater escorregadio que o filme problematiza.
Medianeiras nos defronta com os desencontros na esfera do amor.